Onde passear em Campos do Jordão

Campos do Jordão

A primeira vez que fomos à Campos do Jordão foi um final de semana comum,não tinha muitos turistas e aproveitamos bem, mas eu fiquei na cabeça com aquela sensação de “eu preciso voltar aqui, ainda tem muita coisa para fazer neste lugar”.

Já voltei uma vez para refazer a Pedra do Baú mas quero voltar outras mais! Sei que tem gente que é especialista em Campos do Jordão e que já foi milhares de vezes, já ficou tipo viciado na região. Há quem sai de Sampa só pra comer por lá.

Primeira vez

Por outro lado sempre tem aquele que nunca conheceu essa região magnífica então seguem aquelas dicas do fui na mala. No final de semana que fomos apesar de ser Primavera (quase verão) fez um frio enorme. (5 graus). Choveu e quase todos os dias ficaram com neblina.  Todavia nada estragou nosso passeio, pelo contrário deixou ainda o encanto maior para Campos do Jordão, que já é uma cidade com tradição de ser fria. Nenhum dos nossos passeios foi cancelado devido ao mau tempo.

Quanto custa

Sobre os valores a cidade pode ser bem cara se você não se planejar bem. Campos do Jordão tem para todos os bolsos, mas principalmente para os ricos.

Há muitos hotéis de luxo e restaurante chiques, então se você vai mochilar preste atenção nas dicas:

  • Escolha os restaurantes pesquisando no TripAdvisor e confira o tamanho das porções pois às vezes dá para duas pessoas. Nada de sair entrando no primeiro que gostar pois a porcao mais barata do menu pode ser uma facada.
  • Encontre pousadas menores que tem preço mais atrativos e não vá em alta temporada.
  • Quanto aos passeios acredito que há muitos que são gratuitos ou um preço bem acessível então dá para passear bastante.

As hospedagens mais simples giram em torno de 180 reias o casal e a alimentação por volta de 30 reais o prato. Claro que sempre tem como economizar, como alugar um ap e cozinhar em casa. Nós ficamos numa colônia para funcionários públicos de SP.

Palácio Boa Vista

Um passeio gratuito que você não pode deixar de fazer é conhecer o palácio da Boa Vista, mais conhecido como Palácio do Governador ou casa do governador. É uma residência de luxo para o governador de São Paulo passar suas férias.(Não vou contar a história pois você vai descobri-la com o guia local, rsrs).

 

A entrada é gratuita de quarta a domingo e feriados das 10 h-12h e das 14 h às 17h. A visita é guiada. Às vezes você tem que ficar esperando um pouco do lado de fora até terminar algum turno, portanto deixe seu nome na reserva da portaria para o próximo grupo e curta o visual por fora do palácio.

A visita dura uns 40 minutos. Não pode tirar fotos internas nem levar a bolsa. Tem armários para guardar os seus pertences na entrada. Lá você passa (junto com o guia) por várias salas e aposentos do Palácio. Já viu um quadro do Portinari de perto? Nao! Então essa é uma boa chance, lá irá encontrae várias pinturas como Tarsila do Amaral e Portinari. É um lugar bem interessante de se conhecer muito bonito para fotografar (do lado de fora) . Não deixe para chegar muito próximo do horário de fechar pois podem acabar as vagas nos grupos de visitação.

Museu de Felícia Leirner

Esse museu fica junto  ao auditório Cláudio Santoro. Nesse auditório acontecem as apresentações do Festival de Inverno (que deve ser maravilhoso). Quando eu fui não tinha nenhuma apresentação, mas só a estrutura já é top e o museu dá um show à parte no lugar.


As esculturas da artista Felícia são expostas ao ar livre e você passa por caminhos que vão mostrando a trajetória da artista desde o início até o fim de sua carreira. É um lugar muito bonito e ótimo para fotografar. Dá para passar meio período ali brincando. Tudo de graça.

Horto

O Horto Florestal de Campos do Jordão tem uma natureza típica da região montanhosa. Lá você vai encontrar muita paz e tranquilidade. Há lugar para fazer pic-nic e trilhas que levam à cachoeiras.  Fui para passar umas três horinhas e senti que faltou tempo. Dá para passar o dia todo lá e aproveitar bem a área verde. Também é gratuito.

Amantikir

Um lugar que eu ouvi falar bem, mas que não fui, é o Jardim amantikir. Se você já viu alguma foto daquele famoso Jardim que tem labirintos verdes é ele. Custa R$ 40 por pessoa. Se você tiver com dinheiro e tempo livre acho que deve valer a pena conhecer. Se quiser mais informacões acesse http://www.parqueamantikir.com.br 

Museu Casa da Xilogravura

A casa da xilogravura é um museu que  conta toda a história dessa arte e tem várias obras primas da xilogravura guardadas. (As xilogravuras são aqueles desenhos que eram entalhados na madeira e depois carimbados com tinta, geralmente, preta ) Para quem gosta de arte e história é um prato cheio. O museu é gratuito e muito bem organizado. Acredito que seja um passeio de 40 minutos – 1 hora.

Pedra do Baú

Toda a região no entorno de Campos do Jordão é bonita e cheia de lugares turísticos para conhecer, mas quero ressaltar uma em especial: a Pedra do Baú que fica em São Bento do Sapucaí.

O ingresso custa R$ 10 por pessoa tem estacionamento incluso. Nesse lugar há várias trilhas, todas com placas e demarcação. A mais fácil e mais procurada é a trilha do bauzinho,  que é de onde se avista a famosa Pedra do Baú. A trilha é curta, cerca de 30 minutos, com grau de dificuldade leve. De lá você tem uma vista espetacular para fotografar e curtir a Pedra do Baú (que fica de frente da do bauzinho). Eu recomendo ir de tênis e levar água. Há banheiros na entrada do local.

 

A primeira vez que fui o céu estava todo encoberto. Pra falar a verdade estava até perigoso, porque nao dava pra ver metros a frente e lá não tem cerca de segurança. Porem da sengunda vez que fui (apesar da previsão de chuva) deu uma vista linda do lugar. E depois choveu kkkkk.

Essas primeiras fotos são do dia em que fomos e estava nublado e frio. Já as fotos daqui pra baixo são da segunda vez que fomos junto com nosso amigo Flávio Ferraz.

Cachoeiras

As outras trilhas requerem um pouco mais de tempo ou prática, mas se você gosta do assunto lá é um lugar. Para aproveitar ainda mais o seu passeio, já que você já está perto de São Bento do Sapucaí, continue na pista um pouco à frente da Pedra do Baú em direção à cachoeira dos Amores. As cachoeiras estão numa área particular e cobram R$ 5 por cada pessoa para entrar. São basicamente Três Cachoeiras do mesmo Rio. O lugar e tem uma estrutura simples, mas as cachoeiras dão um show à parte.

A primeira queda é um pouco mais baixa e forma um lago em baixo deixando uma bela paisagem. Se estiver calor dá pra nadar. A segunda queda já é uma queda forte com pedras robustas e a terceira e última cachoeira fica depois de uma trilha pela Mata (são duas quedas com menos volume). Vale a pena conferir. Da última vez que eu fui havia até pessoas acampando no local. Não sei quanto custa o camping que é no estilo roots.

 

Vila Capivari

E por fim para terminar vamos a famosa Vila Capivari que é onde quase todos os seus dias em Gramado vão terminar. No final da tarde, início da noite a maioria dos turistas vai para a vila que é tipo um centro comercial de Campos do Jordão. Muito bonitinho, cheio de luzes, mesinhas ao ar livre, guarda-sóis e restaurantes dos mais variados tipos. Já vale a pena só caminhar pelas calçadas, se você puder comer por ali então, completa a noite.

Restaurantes

Recomendo dois restaurantes na região que são o Vemaguet 67 e o Churrasco ao vivo. O Vemaguet 67 é um restaurante mais jovem, com um cardápio bem variado e porções generosas. Nós pedimos uma sopa no pão e um lanche e foi muita comida para duas pessoas. A sopa é bem grande dá para dividir, e o lanche acompanha fritas. Já no Churrasco ao vivo a porção também é muito grande, dá tranquilo para duas pessoas. A carne vem numa tábua de ferro quente e o garçom traz os pratos à parte. Compensa e o churrasco tem cortes argentinos muito bons. Agora se você estiver com um pouco mais de grana pode encarar as sequências de fondue e as casas de massas finas.

Animais e plantas

Nessa região você vai ver muita araucária. Árvore linda! Como consequência vai conseguir comer pinhão… eu gosto. Dependendo da época vai ter flores como a hortensia (típica do clima frio). E se der sorte como nós vai ver muitos esquilinhos.

Arquitetura

Se tem uma coisa que me diverte em Campos do Jordão é passar de carro olhando as contruções. Uma casa mais charmosa que a outra. Tem umas que parecem castelos. Fiquei até me perguntando quem tem tanto dinheiro assim?!? Mas é lindo de ver. Faça o caminho pela vila Inglesa, vale a pena.

Onde evitar

Essa é uma sessão que eu nunca faço no meus posts, mas vou dizer o que eu não recomendo na cidade. Se você tiver tempo e quiser ir tudo bem, mas acho que não vale a pena.

Um lugar que acho que não vale a pena é a ducha de prata. Eu fui olhei tudo, mas achei que o ser humano mexeu demais com estrutura da cachoeira e acho que ela ficou muito artificial. Mas tem várias lojinhas e camelôs em volta e para quem gosta desse tipo de coisa vale a pena conferir.

O morro do elefante tem uma visão bonita, mas para mim nada mais que isso. O teleférico me dá um pouco de medo (por ser aqueles de cadeirinhas). E o trem é muito bonitinho, mas acho que não vale o preço.

Ah também tem a fábrica de chocolate que não vi nada de especial. Achei o chocolate muito caro e não dá para ver quase nada da fábrica em si.

Galeria

Da primeira vez que fomos o Thiago fez uma linda galeria de fotos artísticas em preto e branco. Vou deixar o link aqui pra quem curte fotografia 🙂

Galeria de fotos: http://www.fuinamala.com.br/galeria-de-fotos/

Deixe seus comentários

Eu sei que ainda tenho muito para conhecer em Campos se você quiser deixar e dicas nos comentários sinta-se à vontade, quem sabe na minha próxima ida. Abçs Débora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *