O que um amador precisa saber sobre Torres del Paine

Torres del Paine

 

Torres del Paine é um destino turístico que exige planejamento. A primeira coisa que você precisa decidir é qual a duração e nível de esforço físico que você quer para esse passeio.

-O circuito mais longo é comumente chamado de “O”, ele exige GRANDE esforço físico e em torno de 10 dias.

-O circuito mais realizado é o “W”. É uma trilha médio/difícil, exige um bom esforço físico e dura em media 4-5 dias

-Outra opção é fazer passeio de 1 dia, sem pernoite. Você pode fazer um bate-volta até as torres.

Thiago e eu optamos pelo W. Então aqui vão as dicas pra quem vai fazer esse circuito.

Acampamentos

Para entender e se preparar melhor para essa caminhada é preciso que você decore a sequência de acampamentos (pontos de parada) que existem.

Começando da ponta direita do W fica assim :

  1. Acampamento Base das Torres (Grátis)
  2. Acampamento Chileno ($)
  3. Acampamento Las Torres Central ($)
  4. Acampamento Los Cuernos ($)
  5. Acampamento Frances ($)
  6. Acampamento Italiano(Grátis)
  7. Acampamento Paine Grande ($)
  8. Acampamento Grey ($)

Como o circuito é em formato de W alguns locais você vai passar duas vezes (ida-volta).

Se optar por essa sequência você chega de ônibus ou carro, já começa sua trilha e quando chegar ao fim retorna de barco. Se preferir fazer o contrário comece com o barco (continue lendo que explico mais sobre o barco).

Reservas

TODOS os campings necessitam de reservas antecipadas!

Entre nos sites da Conaf para reservar os gratuitos, Base Torres e Italiano.

No site da Fantastic Sur você reserva Las Torres central, Chileno, Los Cuernos e Frances.

No site da Vertice você reserva Paine Grande e Grey.

Na hora de reservar os particulares você pode optar por camping ou refúgios/domus que são hospedagens tipo chalés (mais caras). Há também a opção de reservar o camping com a barraca já montada (você paga por esse “aluguel”). Não acho que vale a pena. Dá uma olhada no nosso post de Punta Arenas e você vai ver que é mais barato comprar sua própria barraca!

ONDE EU RESERVO?????

Essa pergunta todo mundo se faz! E existem muitas possibilidades. Você tem que ver suas prioridades e a disponibilidade de vagas. Algumas dicas que te ajudarão:

Dica 1 – Para ver o nascer os sol nas torres você precisa estar acampado na Base das Torres e sair por volta das 4 da manhã.

Dica 2 – Os campings grátis não têm local pra banho. Você tem que improvisar no lencinho umedecido. O banheiro desses campings é químico.

Dica 3 – Não reserve campings muito distantes pois você vai se desgastar.

Dica 4- Procure fazer roteiros que você possa deixar a mochila em alguns trajetos. Caminhar sem a mochila é 10x mais fácil.

Dica 5 – reserve com antecedência de 3 meses.

Dica 6 – Se quiser que as Torres seja sua motivação para a caminhada, faça o circuito inverso, deixando elas por último.

Entrada

A entrada no parque é paga na hora, na Laguna Amarga. A taxa por visitante extrangeiro é 21000 pesos chilenos na alta temporada (2017). (Mais informações em http://www.parquetorresdelpaine.cl/es/tarifas-de-ingresso)

Na entrada pegue o mapa do lugar. Ele tem o tempo de cada trilha e vai ser útil pra calcular o horário que você precisa partir.

Os ônibus param nessa portaria. Dali você pega Shuttles (vans ou ônibus) que te levam até o Hotel Las Torres ou até o barco (início das trilhas dependendo de onde você escolher começar)

Perto do Hotel Las Torres tem um “centro de informações ao turista”. Lá tem estacionamento e você pode deixar seu carro, se for o caso. Lá também tem os horários que saem os ônibus e lojinha de souvenirs (bem cara por sinal).

Meu roteiro

Quando fiz minha reserva optei por dar prioridade aos gratuitos (pra economizar rsrsrs). O Acampamento Los Cuernos e o Central de Las Torres estavam lotados. Fui na virada do ano de 2016/2017. Assim escolhemos:

  1. Acampamento Base Torres
  2. Acampamento Frances
  3. Acampamento Italiano
  4. Acampamento Grey

Se eu fosse novamente não escolheria mais dessa forma. Do 1 ao 2 a distância ficou extremamente longa e exaustiva! Eu dispensaria ver o nascer do sol (já que o clima é muito instável). Também aumentaria uma noite, para fazer tudo com mais tranquilidade e aproveitar mais. O relato de cada em Torres del Paine dia vamos colocar no próximo post!

As trilhas

As trilhas dispensam guias, pois são bem demarcadas e há outros aventureiros sempre pelo caminho. Você não vai se sentir sozinho. Para a segurança dos turistas há “guarderias” que fecham os pontos de passagem pela trilha ao final do dia. Ou seja, a partir de certo horário você não pode mais partir de Paine Grande para Grey por exemplo, pois ficará escuro e será perigoso. No site da conaf tem os horários de “cerre” de cada trecho. Sempre dê uma hora a mais do que o tempo que o mapinha diz, porque o terreno e a elevação também variam muito.

Os campings particulares

Os campings pagos tem uma boa estrutura. Você vai encontrar banheiros com água quente, vasos sanitários comuns e lixeiras. As cozinhas tem mesas, bancos e pias. Alguns tem tablados para armar a barraca em cima.

Dos que me hospedei o Francês foi o melhor. É um camping novo. O banheiro é bem limpo e bonito (parece de hotel). O Grey é mais simples e tem só dois chuveiros. Os campings pagos costumam ter lojinhas, mas são “o olho da cara” (só compre em caso de emergência, rsrsrs). O Los Cuernos parece bem chic. O Chileno é básico, mas confortável. O central não cheguei a ver.

Tempo

 

É muito importante que você calcule bem o tempo de caminhada. O tempo que vem no mapa não calcula paradas para descanso nem alimentação. Eu e meu esposo não somos profissionais e nem habituados com trekking, então nos propusemos a fazer em “nosso tempo” que sempre dava por volta de 1:30 a mais do que o marcado. O tempo nos estressou um pouco, porque sempre parecíamos estar no limite do fechamento das portarias. Mas graças a Deus e ao por do sol às 22:30 deu tudo certo.

O clima

Esteja pronto para as 4 estações num único dia. Vento, neblina, sol escaldante, frio, calor. Nunca se sabe como vai ser o dia na Patagônia. O nascer do sol é por volta de 5h e o por do sol 22:30 (no verão – dez/jan). Não se preocupe com água. Há muitos pontos em que você pode reabastecer sua garrafa e a água é potável. Use protetor solar e hidratante labial.

Guarda-parques

Os guarda-parque de Torres del Paine são muito bacanas. Eles tem muitas histórias para contar. Quando estávamos no italiano, fizemos o meio do W, até o mirador do vale do francês e quando chegamos lá o guarda-parque já estava voltando e fechando a trilha. Assim fomos os últimos e voltamos com ele, conversando tanto que nem vimos a trilha acabar.

Os guarda-parques falam inglês e espanhol, mas também se arriscam no português. Aliás o que mais você vai ouvir por lá é inglês. Os turistas vêm do mundo todo, e falar um pouquinho de inglês pode oportunizar novas amizades 🙂

Ah, os guardas conferem sim suas reservas ok! Não dê uma de espertinho tentando se hospedar sem reservar. Dormir fora dos locais de acampamentos, bem como cozinhar é estritamente proibido e você pode ser expulso do parque Torres del Paine. Leia as regras antes de ir.

Equipamento

A mochila fica muito pesada, então escolha tudo o mais leve possível. A barraca mais leve, o saco de dormir, a toalha e até as roupas. TUDO o mais leve possível. Não leve nada supérfluo.

Eu levei 3 camisetas esportivas tipo dry-fit. A calça usei todos os dias a mesma, assim como a 2 e 3 camada (blusas de frio).

A bota com cano médio/alto e os bastões de caminhada são INDISPENSÁVEIS. Você pode até ir sem, mas o terreno é muito irregular e o risco de torcer o pé é grande. Os bastões (recomendo ir com 2) ajudam você a se equilibrar com a mochila pesada.

Quando fomos não choveu (graças a Deus), mas passamos por vários riachos ou trechos mais alagados, assim recomendo a bota impermeável. A minha não era, mas passei um spray impermeabilizante e deu bem certo. Leve um chinelo e um tênis reserva (o Thiago precisou do dele).

Invista em meias para a caminhada, elas evitam bolhas. Mas nem por isso dispense band-aids ou micropore, hehehe. Ah leve também remédio para dor (com certeza você vai querer tomar) e spray relaxante muscular, pois a mochila judia do ombro.

Vou disponibilizar o download da lista completa do que levamos para Torres del Paine em nossas mochilas:

LISTA PARA CIRCUITO W

Transportes

A cidade Chilena mais próxima de Torres Del Paine é Puerto Natales.

 

Onibus regulares de Puerto Natales em www.busesgomez.com

Para quem vem da Argentina é El Calafate.

Os horários do barco (Catamaran) você encontra no site da Vértice. A passagem custa 18000(ida) e 28000 (ida e volta)

O site http://www.torresdelpaine.com/horarios-valores-informacion-temporada-2016-2017/ tem várias informações de horários e preços.

Os shuttles são por volta de 6000 a 9000. Vale chorar desconto!

Uma boa dica para ficar informado e tirar dúvidas é participar de grupos no facebook, como https://www.facebook.com/groups/torresdelpainemochileros

Fotos

Leve o que tiver de melhor em equipamento fotográfico, pois as paisagens são de tirar o folêgo. E você ainda vai dizer: “era mais bonito do saiu na imagem!”

Espero que o post de Torres del Paine tenha sido útil pra você! Deixe seus comentários.

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=bs2bBua4BxY

2 comentários Adicione o seu

  1. Diana Stanzioni disse:

    Olá, adorei o blog de vcs e estou acompanhando ansiosa, esperando que cheguem os próximos posts. Eu vou fazer a patagônia de carro durante 40 dias com mais 3 pessoas desde Buenos Aire (onde moro) e queria saber com vocês o que pode ser visto no Parque Torres del Paine num passeio de carro ou que tenhas trilhas curtas, pra quem nao tem preparaçao física pra ficar 4 dias numa trilha. Também queria saber o roteiro completo que vcs fizeram, e sugestoes que possam ter sobre quant tempo ficar em cada lugar, porque acho que isso é o mais difícil do planejamento kkkkk Muito obrigada! Sucesso pro blog!!!

    1. Débora Guerzoni disse:

      Olá Diana, em nosso roteiro optamos por ficar de 2 a 3 dias nas cidades maiores e apenas dormir nas de passagem. Viajamos uma média de 800km a 1000km nos dias de viagem. Rodamos 14mil km em 28 dias. Alguns lugares foram uma grata surpresa e com certeza se pudessemos reservariamos mais dias neles. Se você quiser nossa planilha completa é só passar teu email que ficaremos felizes em lhe enviar. Quanto aos passeios de Torres del Paine de carro recomendaria você ir até Pudeto.Você chega até perto da cachoeira Salto Grande de carro. É de lá que saem os barcos e tem uma pequena e acessivel trilha para o mirador de Los Cuernos. Se você estiver com grana pegue o barco, atravesse o lago pehoe – que é lindissimo, faça um pic nic lá em paine grande (camping com muita estrutura)e volte no mesmo dia. As estradas de carro passam abaixo do circuito W. Não fizemos essa parte, mas dizem que da Guardeira Grey é possivel pegar uma trilha de 1 hora e ver (de longe) os glaciares. Boa sorte em sua viagem e qualquer dúvida é só chamar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *